Sobre

judeocristianismoJudeus Messiânicos

Algumas palavras sobre a gente

Nós somos Judeus Messiânicos, pessoas Judias, que acreditam no Deus de Israel e depende da Palavra de Deus e não da tradição ou religião como base de nossa fé. Muitas pessoas judias desconhecem que Deus prometeu o Novo Testamento no Tenach. "Eis que dias vêm, diz o Senhor, em que farei uma aliança nova com a casa de Israel e com a casa de Judá".(Jeremias 31:31). Deus descreve o relacionamento que cada um de nós pode ter com Ele através desta Nova Aliança. "… porque lhes perdoarei a sua maldade, e nunca mais me lembrarei dos seus pecados".(Jeremias 31:34)
 

Judeus Messiânicos.Somos chamados de Judeus Messiânicos ou de Cristãos. Um Judeu Messiânico é um Cristão por fé e um Judeu por sangue, assim como foram os discípulos de Jesus em Israel há dois mil anos atrás. Um crente Judeu Messiânico ou Gentio Cristão é uma pessoa que acredita em Jesus, tem pessoalmente clamado ao Senhor por salvação, acreditando unicamente no sacrifício do sangue de Jesus para o perdão de seus pecados e iniquidades.

Isso nos difere dos Católicos, Maronitas, Mulçumanos, Drusos e de outras religiões, como o Judaísmo, em que seus seguidores são predominantemente nascidos em suas religiões, ou que escolhem se tornar seguidores. Essas religiões seguem os preceitos e tradições de homens em vez seguir somente a Palavra de Deus.

O Cristianismo teve sua origem com os discípulos de Jesus, dos quais todos eram Judeus. A comunidade cresceu rapidamente até que houvesse somente em Jerusalém milhares de crentes Judeus. Na realidade, até o ano de 132 d.C. em que Jerusalém foi sitiada, todos os líderes da igreja em Jerusalém eram Judeus de acordo com o historiador Eusébio, a quem se atribui ter escrito a cronologia dos bispos de Jerusalém.

Jesus disse aos Seus discípulos "Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra".(Atos 1:8). Os discípulos Judeus foram os primeiros missionários aos Gentios e levaram a novidade do perdão de pecados e da salvação através de Jesus, o Messias Judeu para o mundo.

Foi uma difícil missão para os discípulos Judeus converter Gentios pagãos e politeístas, levando–os a acreditar no Messias Judaico conforme profetizado nas Escrituras Hebraicas. Contudo, muitos Gentios voltaram de sua idolatria, acreditaram na mensagem e comunidades e pequenas igrejas foram iniciadas e espalhadas pelo mundo. As comunidades crentes de Judeus e de Gentios prosperaram e se multiplicaram apesar da perseguição de Judeus incrédulos em Israel e dos Imperadores Romanos.

A confusão entre o Cristianismo do Novo Testamento e o Catolicismo começou quando o Imperador Romano Constantino veio ao poder. Para unir o seu reino, Constantino se converteu ao "Cristianismo" como um ato político, mudando assim a fé Bíblica em uma religião, que mais tarde viria a ser o Catolicismo. A forma legalizada do Cristianismo de Constantino era diretamente oposta ao Novo Testamento e ao que os verdadeiros crentes praticavam e acreditavam. O verdadeiro Cristianismo teve sua origem em Israel, enquanto que o Catolicismo pagão teve sua origem em Roma.

Aqueles que se mantiveram no Cristianismo conforme escrito no Novo Testamento foram chamados de dissidentes e foram perseguidos pela igreja Católica e por outras forças dominantes. Judeus, Protestantes e verdadeiros Cristãos Judeus e Gentios eram vistos como uma ameaça para as regras da igreja Católica, e eram forçados a se converter para a religião idólatra ou ser morto. Em seu livro "História sobre a Inquisição", de Canon L Lorente, o qual era secretário para a Inquisição de Madrid de 1790-92, e que tinha acesso aos arquivos de todos os tribunais, estimou que somente na Espanha o número de condenados excedeu a três milhões, dos quais 300.000 foram queimados em postes. (Dave Hunt, A Woman Rides the Beast, página 79 – veja também a página 242). Em Lima, Peru, e em vários lugares da América do Sul e Europa, qualquer um pode visitar Museus da Inquisição e ver os instrumentos e as câmaras de tortura da Inquisição Católica.

Através da história sempre tem existido uma linha de crentes que tem se mantido na doutrina verdadeira do Novo Testamento. Nós nos identificamos com a crença dos Batistas históricos, pois eles se baseiam somente na Palavra de Deus. Os Batistas Independentes (não afiliados à União ou Convenção) acreditam e pregam a Palavra de Deus, não a religião ou tradição. Nossa fé está somente na Palavra de Deus, que é a Bíblia.

Nós acreditamos tanto no Tenach como no Novo Testamento, e que um não é completo sem o outro. O Tenach fala do Novo Testamento, como diz em Jeremias 31:31-32, "Eis que dias vêm, diz o SENHOR, em que farei uma aliança nova com a casa de Israel e com a casa de Judá.  Não conforme a aliança que fiz com seus pais, no dia em que os tomei pela mão, para os tirar da terra do Egito;…". Essa nova aliança não foi como a aliança que Deus fez com Moisés e o povo de Deus no Sinai, em que eram requeridos sacrifício contínuo de sangue e a observação rigorosa dos mandamentos. O Novo Testamento está baseado nos fundamentos do Tenach. Muitos Judeus ao ler o Novo Testamento pela primeira vez ficam surpresos ao saberem que ele é um livro Judaico. Jesus e Seus discípulos mantiveram as festas e adoravam no Templo de Jerusalém. Os escritores do Novo Testamento foram discípulos de Jesus, testemunhas de Sua vida, crucificação e ressurreição. Os livros do Novo Testamento foram escritos durante o período em que os discípulos ainda eram vivos.

A perseguição Romana contra a igreja judaica em \Israel tornou-se mais intensa, causando a fuga de muitos crentes Judeus para outras nações. Testemunhas oculares judaicas da ressurreição de Jesus ficaram absolutamente convencidas que Jesus era o Messias Judaico. Cada um dos 12 Apóstolos de Jesus foi eventualmente morto por causa de sua fé.

Esperamos que os artigos em nosso site ajudem você a obter um maior e melhor entendimento. Se você realmente deseja conhecer a verdade, peça sinceramente ao Deus de Israel para lhe mostrar o caminho da verdade e comece a ler Os Profetas e o Novo Testamento.